DSC_0129

A iniciativa de oferecer oficinas psicoterapêuticas é para incentivar a troca de experiências e criar um espaço de resgate e socialização dos portadores de transtornos psicológicos. “Um dos benefícios do diálogo entre os pacientes é que eles percebem que não estão sozinhos, essa troca ajuda a dividir o peso”, explicou o coordenador do grupo, Farley Marcondes.

Para a paciente Maria José Martins Rodrigues, desde que começou a frequentar o grupo tem se sentido mais capaz. “Aqui eu me sinto muito bem, parece que tira o medo que sinto de andar na rua e diminui minha solidão Além de participar das aulas de arte, nós conversamos, contamos casos e, com isso, eu me sinto mais feliz e acolhida”, disse.

As oficinas são oferecidas toda terça-feira, às 14h. De acordo com Marcondes, quem não é paciente também pode integrar o grupo. Para fazer a inscrição basta comparecer ao Setor da Saúde Mental, na rua Presidente Antônio Carlos, 170, Centro, das 9h às 17h.