Banner_coleta seletiva_01 b

Os moradores de Mário Campos já podem contar com o serviço de Coleta Seletiva. É que desde o dia 2 de dezembro, a prefeitura implantou o programa na cidade.  A iniciativa visa melhorar a destinação do lixo produzido no município, além de investir na sustentabilidade ambiental.

“Se separarmos os lixos secos (recicláveis) dos úmidos (não recicláveis), nós podemos dar uma destinação apropriada para cada tipo de resíduo gerado”, explicou a secretária de Meio Ambiente, Elizângela Campos. De acordo com Elizângela, toda terça-feira, vai ser feita a coleta do lixo seco, ou seja, todo o volume recolhido será entregue a uma associação de reciclagem. “Com os resíduos separados corretamente nós podemos gerar trabalho e renda para muitas famílias”, disse. Outra vantagem da separação correta é o aumento da vida útil dos aterros sanitários. Atualmente, Mário Campos produz, diariamente, quase 10 toneladas de lixo e, segundo levantamentos, 30% desse volume seria de material reciclado. Além da redução do impacto ambiental, o município vai ter uma economia de aproximadamente R$ 70 mil por ano. “Hoje, o município paga R$ 80 por tonelada de lixo depositado no aterro”, disse a secretária.

Dicas

A separação dos lixos secos e úmidos é bem simples. A orientação é colocar todo tipo de material reciclado em uma única sacola. É preciso passar água e deixar secar as embalagens como as de iogurte e requeijão. Embalagens sujas e molhadas prejudicam o restante dos materiais da sacola, aumentando volume do material considerado rejeito.

O óleo de cozinha deve ser guardado dentro de garrafas PETs ou em vasilhas de plástico tampadas e entregues junto com o lixo reciclável. Já vidros quebrados precisam ser embrulhados em papéis para evitar possíveis acidentes com os coletores.

Mascote

Para divulgar a coleta seletiva, a prefeitura criou uma mascote, que recebeu o nome de Cata-Cata. A personagem tem visitado todas as escolas e apresentado aos alunos a importância ambiental e social que tem a separação do lixo.

Na primeira quinzena de dezembro uma equipe de mobilização vai visitar os moradores com material informativo sobre o programa, na ocasião os servidores da prefeitura irão tirar todas as dúvidas sobre a coleta seletiva. Para garantir a qualidade do serviço, os funcionários da limpeza urbana irão passaram por um curso de qualificação.

 

Lixo Seco

Papel: Jornais, revistas, cadernos, papelão, embalagens longa vida (leite, suco etc).

Metal: Latas, tampas de garrafas, enlatados, panelas (sem cabo), arames, pregos, canos e cobres.

Plástico: Garrafas PET, sacola e sacos limpos, copos descartáveis, embalagens de shampoo, detergentes, iogurtes e requeijão, tampas, potes, canos e tubos de PVC.

Vidros: Garrafas, copos, potes de conservas, embalagens, frascos de remédio e de

 

Lixo Úmido

São os rejeitos: Papel higiênico, fralda descartável, guardanapo de papel usado, esponja de aço, prego, cabo de panela, espelho, lâmpada, espuma, isopor, cerâmica, entre outros.

Lixo molhado: Sobras de comidas, cascas e bagaços de frutas e legumes, poda de jardim e capina.

 

CALENDÁRIO DA COLETA DE LIXO

Região Central (Jardim Primavera, Reta II, Reta I, Centro, São Tarcísio, Campo Verde)

– Segunda, quarta, quinta, sexta e sábado: Coleta de Lixo (Úmido)

– Terça: Coleta Seletiva (Seco)

Região Bom Jardim (Bela Vista, Tangará, maria Antunieta, Cafezal, Bom Jardim)

– Segunda, quarta, quinta, sexta e sábado – Coleta de Lixo (Úmido)

– Terça – Coleta Seletiva (Seco)

Zona Rural (Campo Belo, Lambari, Garcia, Vila da Serra e Funil)

– Segunda e sexta: Coleta de Lixo (Úmido)

 

As coletas são feitas sempre no período da manhã.