A última sexta-feira foi dia de e celebração em Mário Campos. É que a Prefeitura reabriu a Biblioteca Pública Municipal. Cerca de 50 crianças foram prestigiar o evento de reinauguração e conhecer o novo ambiente, totalmente reformulado e ampliado.

O prefeito Juninho afirmou durante a cerimônia a importância da reabertura da Biblioteca para a cidade e para os moradores. “A educação é a única forma de melhorar o país, de buscar um futuro melhor. Com a reabertura da Biblioteca estamos incentivando nossas crianças a estudarem e melhorando as condições oferecidas. No novo espaço elas terão um ambiente mais propício para estudar, gerando um futuro melhor para suas famílias e consequentemente para nossa cidade. Essa não é apenas uma reabertura, é uma devolução aos mariocampenses”, confirmou.
A reinauguração foi recheada de atrações culturais. O artista local Celmir realizou uma pintura representando os pontos principais de Mário Campos, como a Igreja Matriz, o Casarão e os agricultores, na parede da nova Biblioteca. O público ficou encantado com a quantidade de talentos que existem no município. A coordenadora da Biblioteca, Maria de Fátima Zazá, afirmou que Mário Campos possui grandes artistas que precisam de espaço para se tornarem mais visíveis. “Nossa cidade é um berço de grandes artistas em várias vertentes da arte, como a pintura, a música, artesãos e na escrita. Devemos dar valor aos nossos artistas e a nossa cultura, essa é a nossa ideia”, disse a coordenadora.
Outras atrações aconteceram durante o evento. A AARTEMC (Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros de Mário Campos) realizou diversas oficinas de artesanatos para o público. Sessões de cinema também foram exibidas mostrando um curta-metragem sobre o “Pico dos Três Irmãos”. Dentre as atrações ainda foram realizadas, danças, apresentações de teatro, foram declamados poemas e poesias, exposições de instrumentos rústicos produzidos por artistas locais e algumas apresentações das crianças do município.
A gerente do Departamento de Cultura, Turismo e Eventos, Elizangela Silva, afirmou a emoção ao ver as crianças interessadas e manuseando os livros, buscando entender e estudar sua cultura. “Esse tipo de evento é importante para as crianças entenderem a ideia de pertencimento, entenderem que nossa cidade pertence a eles e que ela é muito rica em cultura”, disse Elizangela.
A cerimônia fez parte do Projeto “Onde Mora minha História” e da educação patrimonial, que tem o intuito de apresentar à população de Mário Campos toda a sua cultura local e o Patrimônio cultural existente no município.
A Biblioteca já está em funcionamento, no endereço Av. Governador Magalhães Pinto, número 300 – Centro de Mário Campos, de 08:00 às 17:00 horas de segunda à sexta-feira.